Seguidores

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

PINTURA NO CHÃO

Fora contratado por muito menos do que valia o trabalho, sem carteira assinada , sem nada.Tinha acabado de chegar do interior cheio de sonhos, mulher e seis filhos.
Inventou que era artista, que sabia pintar, que era equilibrista, com certeza era pra ter vivido até ali. No seu primeiro dia de trabalho no palco que nunca tinha ensaiado, começou o seu show para ninguém, se equilibrou no pequeno espaço do décimo andar, aonde o vento insistiu em mostrar sua força mesmo que não precisasse, se balançou preocupado em não perder o pincel e o balde de tinta cara com o qual tinha que colorir aquelas paredes sem fim. A arte não se divide mais ( na verdade nós é que insistimos em dividi-la porque ela sempre foi uma) dança, teatro, música, artes visuais se misturam, se dependem ( se é que posso escrever assim). O vento venceu e aos poucos ele voou  numa dança leve até encontrar o chão, cantando seu grito de fim,o texto estava traduzido nas ações, a tinta derramou em grande quantidade da grande lata colorindo em tons de azul céu misturando com o vermelho sangue formando uma grande instalação em pleno momento de movimento de vida daquela rua, cenário, uma pintura abstrata, materiais diversos, minerais, orgânicos e o ar, poucos pararam para ver a arte que o acaso montou  com diferentes materiais mostrando o quanto pode ser criativo.

Imagens: http://capu.pl/node/271 quem souber mais sobre este artista por favor me passe as informações trabalho maravilhoso!

10 comentários:

  1. Ficou lindo o novo velho blog! Já estou te seguindo de novo...beijos.

    ResponderExcluir
  2. Sempre uma arte seus posts! Está lindo seu novo blog, sabe que comigo estava acontecendo o mesmo, quase perdi o blog BOCA RARA, mas consegui ainda salvá-lo. Bjssss

    ResponderExcluir
  3. Fez-se pintura abstrata.

    Impactante o teu texto, Dea.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Linguagem poética, texto lindo de verdade... parabéns! E as telas desse pintor sao fantásticas mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Gostou Sara? Então volte sempre que a casa é sua.
    André e Patricia , tá todo mundo dizendo que assim está melhor rsrsr.
    Brigadinha Luna.
    Bruno vc viu as outras obras? São maravilhosas, estão aí no link.

    ResponderExcluir
  6. Uau!Tradução melhor não é possível!Um texto que eu gostaria de ter escrito!
    Um abração pra vc, e tenha um lindo fim de semana miga!

    ResponderExcluir
  7. Olá fiquei muito feliz com sua visitinha no meu blog, gostaria muito que voce se tornasse minha seguidora, se seguir e so avisar que eu retribuo na hora !Beijos...
    http://aprendizdecabeleireira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei do conto. E a "trilha sonora" para ele, veio muito fácil à mente: Construção.
    Beijos, Dea!

    ResponderExcluir
  9. Sério Anderson?!
    Seja bem vinda Luciene a casa é sua tb.
    Pensador eu pensei muito se colocava essa música ou não, optei por não colocar para não direcionar o pensamento de vcs, queria deixar cada um fazer a sua viagem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir

Que bom que deixou a sua opinião, volte depois que te respondo aqui mesmo. Beijão