Seguidores

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

A VIAGEM DA MINHA VIDA VI PARTE: MACHU PICHU

Deixamos as coisas no hotel e seguimos viagem com o minimo possível para Machu Pichu, foi tudo lindo e perfeito. Pegamos o trem que os nativos do lugar pegam, na espera pessoas vendiam de tudo, bonecas de pano absurdamente lindas e baratas. Os meninos compraram um queijo que uma senhorinha vendia segurando na saia entre as pernas, eu disse que não queria saber daquele queijo, que deveria estar fedido e os meninos disseram que justamente por isso deveria estar gostoso e compraram o bendito, bem mais barato. 
Chegamos e tudo foi perfeito menos a parte em que eu em Águas Calientes fui as piscinas térmicas minerais e passei mais tempo do que devia, resultado: uma coceira dos infernos.  Ah! ia me esquecendo botei um biquine e molhei a bunda no rio sagrado dos Incas o rio Yurubamba, quase morri  com a água fria rsrsr, mas se eu não me metesse nesses erros não seria eu. Para mim foi um alivio o calor e tudo mais, queria ter subido o Wana Pichu mas me deu preguiça, fiquei só curtindo o sol, a história a energia, ia esconder mais conto que subir a montanha pela madrugada não foi fácil no entanto tudo que meus olhos registraram valeu realmente a pena. Deu a hora de voltar e um de meus amigos não voltava do Wana Pichu, paciência, teríamos que ir pois era questão de sobrevivência, não podíamos arriscar a viagem de volta de todos, felizmente ele chegou a tempo e a viagem de volta foi tranquila com aquele sentimento de que somos poeirinhas no mundo e ao mesmo tempo maravilhados. Ah quanto ao queijo na hora que bateu a fome comi o danado e até esqueci da historia rsrsr.
Quando chegamos percebi uns sorrisos de alguns homens que estavam pela rua...
Mais um dia e estávamos indo, passeios pelos lugares que em tão pouco tempo me acostumei. À noite de volta ao hotel os gemidos foram terríveis, quase não consegui dormi, pensando naquela alma sofredora e pela manhã quando  enfim chegou o dia da partida os meninos resolveram contar que estávamos hospedados em um motel e eu lerda não tinha percebido e eu ficava sendo motivo de piadinhas porque com certeza estavam reparando que eu estava num quarto com quatro homens, Raiva. 
Pegamos o nosso ônibus e seguimos para Puno, iriamos ver o Titicaca e eu ansiosa...
Sensações:
Pegando Nuvens
Um dia foi me dada pela vida a oportunidade de chegar bem perto das nuvens e então pensei: hoje vou toca-las. Fui preparada, com muita esperança de conseguir. Caminhei durante toda noite, pois a melhor hora para fazer isso são os primeiros minutos do dia.A subida não foi fácil, passei por muitas coisas e demorei pra chegar, mas consegui chegar e estava próxima, tão próxima que elas tocavam o meu corpo. Respirei nuvens, eram frias e cheiravam a agua. Então estiquei meus braços e abri minhas mãos as nuvens passavam entre meus dedos... Estava tão feliz... os pássaros voavam sob meus pés e então com as mãos em concha consegui segurar o máximo de nuvens que minhas mãos podiam. Meu coração batia muito forte, minha respiração era ofegante, como a de quem ganha o melhor presente ou tem um gozo pleno, mas o Sol nascia forte e como que por encanto as nuvens começaram a sumir, eu tentava em vão segura-las mais elas foram sumindo, sumindo e em segundos desapareceram completamente.Sentei em uma pedra e chorei, mas depois pensei foi tão lindo, eu consegui chegar a tocar nas nuvens, enxuguei minhas lágrimas e segui feliz.
Vampira Dea 


Último cap. na próxima publicação 

9 comentários:

  1. mais um capitulo legal, o paragrafo final está FANTÁSTICO.

    JOPZ

    ResponderExcluir
  2. O final foi maravilhoso!Existem alguns acontecimentos em nossas vidas que são tão extraordinários quanto histórias contadas!
    E, sim!Este ano será realmente massa!
    Bjão querida!Um prazer passar por aqui!

    ResponderExcluir
  3. Que sonho de viagem, né Dea??? Eu já tinha lido a parte I e fiquei babando!!!
    Quando será a próxima?? Já te disse que quando voltar para as bandas do Brasil, nao perderei Peru nem a pau?!!!
    A ultima parte do post me fez lembrar do livro do Paulo Coelho: "Nas margens do rio Pietra sentei e chorei", apesar que de semelhanca é só o nome...

    Feliz 2012 pra vc, sucesso, paz, amor e mais viagens!!!

    Beijoka!!!!

    ResponderExcluir
  4. Uma viagem assim purifica a alma...não é mesmo!Adorei a parte final,lindo texto.
    Fiquei com vontade de conhecer o Peru.

    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bom? Então, é a minha primeira visita aqui no seu e poxa, estou adorando! Estou seguindo e voltarei mais vezes!

    Também tenho um blog, passa por lá? Te deixo o link dele:
    http://25conto.blogspot.com/
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Galerinha boa fiquem ligados, em breve o fim dessa história

    ResponderExcluir
  7. Que texto perfeito! Amo ler textos sobre viagens, me faz parecer que estou dentro de um diário kkkkkkk Pois é. ;D
    Adorei viu? Estou seguindo seu cantinho, e quero a continuação. hehe
    Visita e segue o meu se gostar também?
    Te espero por lá (;
    Sucesso SEMPRE, beeijão ;*

    Ewerton Lenildo – Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  8. Olá amiga, estou em falta com os nossos amigos blogueiros comentáristas, pois as idas e vindas estão me deixando doido, são tantas as viagens por aqui perto (interior) que cansa e nos deixa sem tempo suficiente para blogar e interagir.
    Temos que elogiar mesmo sua performace nesta viagem, seus relatos são de prima, e sempre com uma novidade para quem não está por dentro de um país como o Perú.
    Parabéns pela sua s andanças neste mundão de meu Deus. E como já disseram aí em cima é um verdadeiro diario de viagem.
    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Aventuras tão bem descritas, acho que já te disse que viajo junto com vc. Bjsss

    ResponderExcluir

Que bom que deixou a sua opinião, volte depois que te respondo aqui mesmo. Beijão