Seguidores

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A CIDADE DO EXAGERO


POR ESTES DIAS IREI POSTAR A MINHA RELEITURA  DAS CIDADES INVISÍVEIS DE ÍTALO CALVINO, HOJE A MINHA CIDADE DOS EXAGEROS
Chegando a esta cidade um viajante desavisado se encantará perdidamente, poderá se assustar ou considera-la desagradável. A princípio muito vistosa aos olhos, a todos os sentidos, mas com o passar do tempo vai tomando de cansaço qualquer visitante que passe um pouco mais de tempo nela. Tudo é muito colorido, cheiroso, grande e barulhento, pois se trata da cidade do exagero. As pessoas se vestem de roupas muito coloridas, com grandes estampas, se enchem de perfumes e andam com penteados e acessórios extravagantes, compram um sapato para cada dia do ano e quando o ano termina jogam todos os pares fora para reiniciarem as compras. Crianças brincam com seus brinquedos uma única vez. Todos falam muito alto, quando riem escancaram a boca e de suas gargantas saem sons ensurdecedores. As casas são castelos multicores e das janelas de todas as cozinhas saem cheiros inebriantes, de temperos misturados a iguarias maravilhosas, mas usadas sem medidas que as famílias numerosas e barulhentas comem em mesas de centenas de lugares e milhares de pratos, para provar e logo depois jogar fora, enquanto outros comem até passar mal. Todos têm carros possantes de muitos lugares, no entanto nunca dão carona, sempre é usado um carro para cada pessoa. Cada casa possui um bando de cachorros de todos os tamanhos e raças para não só tomar conta das propriedades como também conseguir chamar atenção e aumentar a balburdia. Suas festas começam como um grande espetáculo não importando qual seja a comemoração. São montados palcos, alegorias, maquinários e fogos de artificio começando com muita música e sons e quase sempre terminando em brigas e confusões, pois bebem, fumam e cheiram de tudo desregradamente. Quando o sexo acontece narram, gritam para que os vizinhos ouçam, simulam orgasmos múltiplos e seguidos, pois os vizinhos precisam saber como a vida sexual é maravilhosa e ninguém fica satisfeito se não há comentários pela manhã. As pessoas disputam entre si o tempo todo: O mais bonito, o mais rico, o mais inteligente, o mais popular, o que tem mais filhos, o que tem mais mulheres. A cidade a cada nova geração busca uma nova terra, então todos se mudam deixando um rastro de lixo e destruição para trás, para rapidamente reconstruírem a cidade usando para isso os serviços dos habitantes de uma cidade que sempre procuram e aceitam qualquer emprego que os moradores da cidade do exagero ofereçam: Os sofridos cidadãos de Miséria. Os habitantes da cidade vistosa e exagerada gastam tanto tempo comprando, fazendo barulho e competindo que se esquecem de relacionar verdadeiramente, pois nesse ciclo viciante não existe lugar para o amor, no entanto eles depois de noites mal dormidas e travesseiros molhados acordam sorrindo com seus barulhentos rádios relógio para mais um dia.

18 comentários:

  1. Olá!!!
    Desejando uma linda-sexta-feira para vc e os amigos do blog.
    Quanto a postagem muito interessante,a imagem é mais ainda.
    Bjs
    Nicinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra vc tb Nicinha e volte sempre que a casa é sua. bjs

      Excluir
  2. Gostava de viver numa cidade assim...vamos fundar uma?
    Beijinhos, morena boa e bom fim-e-semana!
    :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sério Lynce? Pq apesar de a ter inventado, ela me causa nojo em muitos quesitos, nada é de verdade e lhe digo até o que é bom em demasia enjoa, dizem que beber água demais mata, para não falar de outras coisas rsr

      Excluir
  3. Uma única palavra: MARAVILHOSO.
    A minha imaginação voou e uma cidade dessas seria tão perfeito, não seria?
    Quero uma dessas só para mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os meninos estào gostando da cidade, pq será? rsrrs na verdade vivemos assim, só n prestamos atenção.
      valeu, volte sempre, bjs.

      Excluir
  4. Queria ter mais tempo para vir aqui com mais frequência, sempre tem coisa muito boa! Bjssss

    ResponderExcluir
  5. E eu adoro tuas visitas, lindona. E o OPRE15 TU VAI/
    BJS

    ResponderExcluir
  6. Uma cidade dessas é o sonho de muitos. Parabéns pela fertilimaginação.

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Araújo, legal vc por aqui. |Mas não me canso de me impressionar com o fato de vcs acharem que isso tudo é perfeito.

      Excluir
  7. Olá, amiga!
    Puxa, esta é a verdadeira "cidade maravilhosa"! É melhor que Pasárgada. Apesar de utópica é possível, sim. Sua arquitetura lembra parque de diversão.
    Parabéns pela criatividade!

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bento, mas cidade maravilhosa? Uma cidade aonde as pessoas vivem uma mentira e egoismo gigantesco? É quase igual a todas que vivemos coberta com um pouco mais de extravagancia. Sinceramente pra todo mundo que comentou uma cidade assim é a reunião da escoria humana ornada.
      Bjs

      Excluir
  8. Qualquer coisa em exagero faz mal...
    Um texto criativo que gostei muito de ler.

    Beijinhos, Dea e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. pois é acho que tudo que é de mais sobra ou faz mal.
      linda semana pra vc.

      Excluir
  9. Cadê o resto das cidades?Hehehehe!Tô esperando até hoje, curioso pra ler o conjunto!

    P.s.:Achei interessante seu comentário à respeito do meu texto "O livro me garantia a conquista"...Não é que eu esteja ficando complexo, é que, na verdade a vida às vezes é muito mais estranha que a ficção!Heheheh!
    Quanto ao outro texto:"Kleine Levine Em Hiroshima..." bem...Kleine Levine é a sindrome que faz com que as pessoas durmam por períodos muito longos, como a garota da estória; e os três pássaros são uma metáfora para os três aviões que seguiram a bombardear Nagazaki e Hirochima (Eu tive que mudar pra Nagazaki pois troquei os acontecimentos por engano), o primeiro avião levava as bombas e o outros seguiam pra constatar os efeitos e fotografar e filmar o impacto...O homem que saíu furioso do ventre do Enola Gay era na verdade a bomba atômica, que se chamava "Homem Gordo", a primeira, que foi lançada em Hiroshima se chamava"Garotinho"...Eu dei uma revisada no texto e acrescentei umas duas linhas pra harmonizar tudo!

    Bjão e uma maravilhosa semana pra vc minha amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenha paciência Anderson rsrsrs , postei este texto sem nem estar liberado, vou postar todas que fiz e matará sua curiosidade.
      Quanto aos seus textos obrigada pelos esclarecimentos,sabe o quanto gosto deles né? É comigo?? tb é história/cultura.
      beijos e linda semana pra vc

      Excluir
  10. Bem descreveste, Dea: não se sustentam os exageros. :) Boa semana!

    ResponderExcluir
  11. Pois é Árabe tudo que é demais sempre sobra. E PRA QUE TER SE NÃO SE VALORIZA O QUE HÁ DE HUMANO? cOISAS
    BJS
    MEU TECLADO TÁ DOIDO RSRS

    ResponderExcluir

Que bom que deixou a sua opinião, volte depois que te respondo aqui mesmo. Beijão